Hosana!

Posted by Sandro Veiga in VIDA CRISTÃ

hosana

Por Sandro Veiga

Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito o Rei de Israel! Jesus, conseguindo um jumentinho, montou-o, conforme esta escrito: “Não temas, ó filha de Sião; o teu Rei vem montado sobre a cria de uma jumenta”. João 12: 13-15

Era a época da Páscoa, tanto Jerusalém como seus arredores estavam com suas instalações lotadas de peregrinos, é este o momento que Jesus escolhe para cumprir algo crucial no Seu ministério.

A repercussão da ressurreição de Lazaro já havia feito com que as autoridades decidissem prendê-lo e matá-lo, portanto, ao vir a Jerusalém, a discrição seria a decisão mais apropriada, isto é, qualquer “procurado” que decidisse entrar na cidade nesta época aproveitaria o alvoroço da Páscoa e o faria a noite, mas se trata do CRISTO e da manifestação da salvação de Deus, por isso Jesus o faz a luz do dia e acompanhado de uma multidão.

Existem alguns significados na saudação do povo, tanto no cântico quanto na manifestação.

A palavra Hosana é o equivalente hebreu de “Salve agora!”, com esta exclamação o povo queria dizer mais ou menos o seguinte: “DEUS SALVE O REI!”. O restante do cântico é a citação de um Salmo: “Bendito o que vem em nome do Senhor” (Salmo 118:26), este é um dos Salmos entoados com frequência na liturgia celebrada no Templo e não só isto, mas também era parte do grande ritual de páscoa.

A manifestação do povo, cortar e agitar os ramos de palmeira, também não foi novidade da história israelita, pois foi isso que fizeram os amigos de Jeú quando o proclamaram rei (II Reis 9:13) e também quando, no período interbíblico, Simão Macabeu entrou em Jerusalém depois de uma de suas vitórias mais notáveis.

Não existem dúvidas de que quando o povo entoava este salmo e fazia tal manifestação estava declarando Jesus como o Messias, o Cristo ou o Ungido de Deus, isto é, Aquele que havia de vir, mas o problema é esperavam por este momento como o soar das trombetas chamando todos a tomar suas armas para se lançarem à vitória sobre Roma e sobre o resto do mundo.

Assim a entrada de Jesus é tão significativa quanto à saudação do povo.

Jesus chegou como um Rei, mas na forma que ninguém esperava, ou seja, humilde e cavalgando um jumento. O verdadeiro significado dessa ação esta no contexto histórico oriental, isto é, em uma cultura ocidental como a nossa o jumento é um animal desprezado, mas na cultura oriental é um animal nobre, pois muitos reis costumavam cavalgar jumentos, principalmente quando sua presença significava missão de paz, portanto, o cavalo montado por um rei era sinal de guerra, mas o jumento montado por ele era sinal de paz, de maneira que quando Jesus afirma que é Rei, afirma que Seu reino é de paz. Com isto Jesus demonstra que não veio odiar o inimigo, mas sim amá-lo, não veio condená-lo, mas sim salvá-lo, não veio reinar com o poder das armas, mas sim com a força do amor.

O que pedia como Rei não era um trono terreno, mas sim o coração humano.

Nisto consiste o reino anunciado pelo Evangelho, à paz entre Deus e os homens proclamada pelo Seu Rei que veio em nome do Senhor!

HOSANA AO REI!

Soli Deo Gloria!

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.