TEISMO ABERTO

Por Vinicius Couto

O Teísmo aberto é um pensamento teológico contemporâneo, oriundo da metade do século XX, que entende a ideia de transcendência, imanência e imutabilidade divinas de um modo não convencional à tradição cristã. Trata-se de um sistema teológico cujo conceito de Deus não deve contradizer o pensamento científico. É como se a divindade e seus atributos fossem moldados para caber na caixa científica. Olson e Grenz explicam que o Teísmo Aberto, também chamado de Teologia do Processo, é um caminho que busca equilibrar a transcendência e a imanência divina ao abandonar o conceito de transcendência estática e assumir um novo conceito de transcendência evolucionária similar ao pensamento hegeliano, em que o estado anterior não é abandonado, mas preenchido por um estado subseqüente.[1]

(mais…)

Por Silas Alves Figueira

A Igreja é o reflexo do seu pastor e, se o pastor se espelha nas Escrituras Sagradas, a igreja que ele pastoreia irá refletir esta mesma imagem. Mas o que temos visto por aí nesses últimos anos é uma total descrença no ministério pastoral, pois muitos não estão refletindo a imagem de Cristo. Foi feita uma pesquisa a respeito das três classes que estão mais desacreditadas e a conclusão que se chegou foi: os políticos, a polícia e os pastores. Isso tem ocorrido porque os pastores estão deixando de ser aquilo que pregam. Muitos estão mais envolvidos com as coisas dessa terra do que com o seu chamado. Charles Spurgeon dizia para os seus alunos: “Meus filhos, se a rainha da Inglaterra vos convidar para serdes embaixadores em qualquer país do mundo, não vos rebaixeis de posto, deixando de ser embaixadores do Reis dos reis e do Senhor dos senhores”.

(mais…)

Teísmo Aberto e o problema do mal

Posted by Leonardo Gonçalves in HERESIAS | IGREJA | Teísmo Aberto | Teologia Relacional - (Comentários desativados em Teísmo Aberto e o problema do mal)

Por Leonardo Gonçalves

“Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas” Isaías 45.7

Quando falamos de teísmo aberto no Brasil, é importante mencionar que nem todo mundo que defende, ou que simplesmente crê nas suas doutrinas, se declara teísta aberto. Na verdade, a maioria das pessoas nem sabem o que isso significa. Muitas delas apenas estão buscando respostas para perguntas, tais como “por que há tanta dor e sofrimento no mundo?”, ou “por que coisas ruins acontecem à pessoas boas?” (esta última pergunta é o título do famoso livro do rabino Harold Krushner, um teísta aberto declarado e grande propagador destas doutrinas).

(mais…)

Deus se arrepende?

Posted by Marcelo Berti in APOLOGÉTICA | Cosmovisão | HERESIAS | IGREJA | Teísmo Aberto | Teologia Relacional - (Comentários desativados em Deus se arrepende?)

Por Marcelo Berti

Em Gênesis vemos uma declaração interessante sobre Deus, observe: “então, se arrependeu o SENHOR de ter feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração. Disse o SENHOR: Farei desaparecer da face da terra o homem que criei, o homem e o animal, os répteis e as aves dos céus; porque me arrependo de os haver feito” (Gn.6.6, 7). Essa declaração de Moisés sobre as palavras de Deus em relação a humanidade é sem sombra de dúvidas interessante: Deus se arrepende.

(mais…)

Novo Podcast – Teísmo Aberto

Posted by napec in Podcast - (Comentários desativados em Novo Podcast – Teísmo Aberto)

 

Parceria do NAPEC e IRMAOS.COM!

Paulinho Degaspari e Giuliano Barcelos recebem João Rodrigo Weronka e o estreante Leonardo Gonçalves (Púlpito Cristão) para discutir um dos temas que sempre entram em pauta nos sites e blogs em tempos de grandes catástrofes: Teísmo Aberto.

Duração: 00:50:28

Ouça aqui [Abrir no pop-up]

 

 
DEUS DE TÃO PERFEITO conheceu a plenitude do tédio. De tão cercado pelo idêntico a si mesmo, incapaz de dizer por que hoje não é apenas um reflexo de ontem, sem jamais ter sonhado com um outro dia, enfadado com a previsibilidade de um mundo impecável, inventou o amor. Ou seria, preferiu amar?[..] Deus, que do absoluto fugiu em desespero, que inventara o imperfeito, imperfeito se fez. Inventou-se entre os incertos. Aperfeiçoou a imperfeição. Humanizou-se entre humanos. De tão impreciso, despido das forças do absoluto, igualmente inapreensível, excepcionalmente frágil, tão vivo e tão morto, descortinou o absoluto como quem desnuda o que é mau. Imperfeito, salvou-nos da perfeição.
(Elienai Cabral Jr.)

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.