pescadores homens

Por Davi Lago

E disse Jesus: “Sigam-me, e eu os farei pescadores de homens” (Mateus 4.19)

Jesus está sempre em movimento nos evangelhos. Ele caminha por montes, vales, desertos sempre fazendo o mesmo convite: “Sigam-me”. Em seu jornadear, repetia o convite: “Sigam-me”. Através dos séculos, e ainda hoje, Jesus nos convida para uma vida diferente: “Sigam-me”. Um convite simples, direto, incisivo: “Sigam-se”.

(mais…)

O movimento de plantação de igrejas no Brasil: perigos e desafios

Posted by Leonardo Gonçalves in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em O movimento de plantação de igrejas no Brasil: perigos e desafios)

plantação de igrejas

Por Leonardo Gonçalves

Plantação de igrejas parece ser o tema da moda. Muitos jovens, motivados pelos testemunhos de extraordinários de megapastores que plantaram mega-igrejas, estão procurando saber mais sobre o assunto, e alguns até mesmo estão ingressando em seminários para ser futuros plantadores em suas cidades.

(mais…)

Pequenos cristos: roteiro para uma nanorrevolução

Posted by Davi Lago in VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados em Pequenos cristos: roteiro para uma nanorrevolução)

pequenos cristos

Por Davi Lago

“Cristão” significa “pequeno cristo”. Que somos pequenos não há dúvidas. Em relação à imensidão da história, nossa vida é como um milionésimo de segundo. Em relação à imensidão do cosmo, se a nossa Via Láctea é um grão, o que dirá da Terra e o que se dirá de nós? Ou seja, no tecido espaço-tempo somos uma diminuta partícula. O problema, no entanto, é que além de nossa finitude material, nos tornamos espiritualmente miseráveis ao abandonarmos nosso Criador. Nos tornamos pessoas mesquinhas, arrogantes, invejosas, vingativas.

(mais…)

Evangelizar para salvar os perdidos ou para louvar a Deus?

Posted by Eliandro da Costa Cordeiro in VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados em Evangelizar para salvar os perdidos ou para louvar a Deus?)

evangelizar

Por Eliandro da Costa Cordeiro

“Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente” (Rm.11.36).

O motivo e fim básico e orientador de todo o trabalho evangelístico (missões?)[1] deve ser a glória de Deus. Essa glória reorienta a evangelização objetivando corretamente a alegria dos povos e o prazer do próprio Deus.

(mais…)

Nuvens escuras na vida cristã

Posted by João Rodrigo Weronka in VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados em Nuvens escuras na vida cristã)

nuvens-escuras

Por João Rodrigo Weronka

A caminhada cristã não é fácil. É interessante que na medida em que os anos passam, vamos descobrindo que nem todas as coisas na vida são tão simples e divertidas como pensávamos quando erámos crianças. Na jornada cristã este movimento não é muito diferente. Nem tudo é doce e brilhante como aparenta e nem só de dias ensolarados se faz a vida. Mas nas adversidades (e diante das nuvens) podemos enxergar a graça de Deus e seu zelo, aprender muito com aquilo que se opõem e descobrir o que realmente tem – ou deveria ser reconhecido como tendo – valor para nossas vidas.

(mais…)

Quando a igreja não serve para nada

Posted by Davi Lago in VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados em Quando a igreja não serve para nada)

servenada

Por Davi Lago

O relato de Mateus 17.14-21 nos ensina lições valiosas sobre os discípulos de Jesus.

A narrativa informa que havia um jovem possesso pelo mal. Um jovem que tinha ataques e sofria muito. Somos informados que ele caia “no fogo ou na água” (Mt 17.15b). O rapaz era um exemplo supremo de destruição com fortes tendências suicidas. Infelizmente, há muitos jovens assim em nosso tempo. Jovens vivendo literalmente com um comportamento autodestrutivo.

(mais…)

O Rabi e o caminho: de volta aos trilhos

Posted by Leonardo Gonçalves in Cosmovisão | REFLEXÕES TEOLÓGICAS | VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados em O Rabi e o caminho: de volta aos trilhos)

Por Leonardo Gonçalves

Há muito tempo, no oriente próximo, um jovem de conduta afável, filho de um carpinteiro de Nazaré, iniciou um ministério itinerante, e com uma mensagem desafiadora, em pouco tempo logrou subverter as classes mais humildes do território de Israel. Em seus discursos, falava sobre justiça social, reforma religiosa, compromisso ético e espiritualidade. Falava também na inauguração de um reino que, embora futuro, já se fazia presente no meio daquela gente.

(mais…)

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.