pensamento social calvinista

Por Eliandro da Costa Cordeiro

INTRODUÇÃO

O objetivo deste artigo é apresentar a leitura que André Biéler faz sobre a Ética Individual e a Responsabilidade Social Calvinista em sua obra “A força oculta dos protestantes”. Pois, tal obra visa apresentar a Reforma Protestante como uma das principais insurgidoras da Democracia no mundo ocidental. Como tal, a autor teve que primeiramente reconstruir a noção de coletividade e liberdade individual na Reforma Protestante. Ideologias posteriores à Reforma, ironicamente por ela beneficiadas, tenderam acusa-la pela realidade da miséria e pobreza no período de transição medievo-renascentista.[1]

(mais…)

Uma breve introdução sobre a moral cristã

Posted by Matheus Negri in VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados em Uma breve introdução sobre a moral cristã)

moral cristã

 

Por Matheus Negri

Muitas críticas foram e ainda são levantadas contra o cristianismo. Elas estão em filmes, novelas, jornais, salas de aula e em no senso popular. Destas críticas muitas são direcionadas a denominações específicas e outras abertas a todos os cristãos. Muitas são ácidas, na história do pensamento moderno e contemporâneo.

(mais…)

Freud: fundação do sujeito, cultura e religião

Posted by Matheus Negri in APOLOGÉTICA - (Comentários desativados em Freud: fundação do sujeito, cultura e religião)

freud

Por Matheus Negri

Vamos estudar algumas considerações importantes da psicanálise para a Ética. Primeiro é importante ressaltar que a psicanálise não prevê uma moral no sentido de costume, mas uma ética, isto é, uma reflexão crítica da moral. Um bom exemplo é o movimento de maio de 1968 na França onde os psicanalistas não participaram. Para responder a crítica Lacan disse que a psicanálise estava para criticar os sistemas de poder, e no caso dos estudantes e as passeatas previam o poder. Veremos um pouco sobre a biografia de Freud, o sujeito em psicanálise, a relação entre cultura, sociedade e religião e as implicações para a teologia. Olharemos em uma perspectiva filosófica e não clínica.

(mais…)

Immanuel Kant: a hermenêutica como chave para a moralidade

Posted by Matheus Negri in APOLOGÉTICA - (Comentários desativados em Immanuel Kant: a hermenêutica como chave para a moralidade)

kant

Por Matheus Negri

Por toda a obra de Kant pode se encontrar teses sobre a disciplina da hermenêutica, porém suas teses não são levadas em consideração por historiadores da hermenêutica, mesmo com o reconhecimento por parte de Dilthey, Heidegger e Gadamer da importância de suas teses para a hermenêutica moderna, porém a influência do neokantismo, que visualiza Kant apenas sob sua teoria do conhecimento das ciências naturais venceu estes mesmos autores.[1] Já para Paul Tillich, Kant possui uma influência maior do que Hegel e Schleirmacher para a teologia como um todo. Sua grandeza está em realizar os ideais Iluministas e depois os superar. A impossibilidade de se chegar racionalmente a Deus, a liberdade e imortalidade, devido à finitude da razão humana, foi aceito como um pressuposto básico pelos pensadores do século XIX e XX, poucos tentaram se o por, mesmo Karl Barth aceitou plenamente sua crítica.[2]

(mais…)

Conhecendo Nietzsche: A crítica ao cristianismo – Ensaio 04

Posted by Matheus Negri in APOLOGÉTICA - (Comentários desativados em Conhecendo Nietzsche: A crítica ao cristianismo – Ensaio 04)

nietzsche04

Por Matheus Negri

Encerramos assim, esta breve série sobre o pensamento nietzschiano a partir de quatro chaves hermenêuticas: niilismo, morte de Deus, ressentimento e agora a sua crítica ao cristianismo enquanto religião estruturadora do ocidente.

(mais…)

Conhecendo Nietzsche: Ressentimento – Ensaio 03

Posted by Matheus Negri in APOLOGÉTICA - (Comentários desativados em Conhecendo Nietzsche: Ressentimento – Ensaio 03)

nietzsche03

Por Matheus Negri

Nesta semana veremos a chave hermenêutica do ressentimento. Até o momento trabalhamos o niilismo e a morte de Deus.

Nietzsche contribui grandemente em sua obra para o entendimento do homem moderno e da sua moral. Um crítico ferrenho do pensamento humano, que viveu em uma sociedade marcada pela discriminação do nacional socialismo, mas não aprovava como apresenta a professora Marilena de Souza Chauí na obra intitulada “Os Pensadores” (NIETZSCHE, 1978, pg. XXI).

(mais…)

Conhecendo Nietzsche: A morte de Deus – Ensaio 02

Posted by Matheus Negri in APOLOGÉTICA - (Comentários desativados em Conhecendo Nietzsche: A morte de Deus – Ensaio 02)

nietzsche02

Por Matheus Negri

Na coluna desta semana vou apresentar a maior polemica de Nietzsche para o cristianismo: a morte de Deus. Semana passada vimos a primeira chave hermenêutica: o niilismo. Agora nos defrontaremos com o que há de mais ácido.

(mais…)

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.