flores de plastico

Por Eliandro da Costa Cordeiro

Textos: Eclesiastes 12:1-14; 11:1-10.

A juventude pode ser tão bela e tão efêmera quanto a primavera e trazer consigo somente a nudez do cinza outonal e os arrepios da velhice cujo tempo surrou sem compaixão, se não se entender o sentido da vida está em Deus.

(mais…)

meu professor ateu

Por Djesniel Krause

Algumas vezes, estudantes cristãos têm relatado que colegas e até mesmo professores tem direcionado críticas à religião em geral e ao cristianismo em particular, em sala de aula.

(mais…)

divinaparceria

Por Marcelo Berti

O ministério cristão consiste em nada mais nada menos do que replicar (1Jo.2.3) e reproduzir (Jo.15.16) o ministério que Cristo iniciou durante seu tempo aqui na terra. Consiste em encarnar os valores do Rei (Mat.5.3-12), para então proclamar a mensagem do Reino (Mat.5.13-16). Consiste em fazer o que Ele fez do modo que Ele faria (Mat.28.19). E diferente do que se pensa, tal ministério não nos é pesado, nem enfadonho, pois sabemos que Aquele que nos convida a servi-lo é Aquele cujo jugo é suave e o fardo é leve (Mat.11.30).

(mais…)

Como vencer a ansiedade

Posted by Silas Alves Figueira in VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados em Como vencer a ansiedade)

VENCER A ANSIEDADE

Por Silas Alves Figueira

Texto Base: Mateus 6.24-34

INTRODUÇÃO

Uma grande crise se instalou em nosso país, e porque não dizer no mundo. Vivemos dias em que cada vez mais ouvimos falar em corrupção, perda de emprego, roubalheira das mais diversas em todas as instâncias do governo, a justiça que não prevalece… Olhamos ao redor e diante de tanta crise, se não tivermos cuidado, seremos engolidos por uma total desesperança.

(mais…)

O pensamento clássico sobre a temporalidade e eternidade

Posted by Cristiano Nickel in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em O pensamento clássico sobre a temporalidade e eternidade)

tempo-eternidadeab

Por Cristiano Nickel

[i]Derivado

não que eu me importe
mas asseguro
não há mais portos
seguros
aderi aos delírios do meu tempo
sou barco à deriva
e me contento    (mais…)

O sujeito à luz das Sagradas Escrituras

Posted by Matheus Negri in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em O sujeito à luz das Sagradas Escrituras)

osujeito

Por Matheus Negri

Se o ser humano não consegue encontrar respostas para seus anseios, dúvidas e problemas olhando para dentro de si ou para a história, se faz mais do que necessário procurar em Deus, seu Criador, a resposta para a pergunta “quem eu sou?”. Somente nas Sagradas Escrituras que o ser humano encontrará o seu propósito, e é no primeiro livro, Gênesis, o livro dos começos que encontra se a criação do ser humano. São dois os relatos, Gênesis 1.26 e Gênesis 2.7, o ser humano como ápice da criação e espelhando a imagem divina e ao mesmo tempo formado pelo pó da terra, simples como tendo sua origem naquilo que pisaria por toda a sua existência, porém com o espírito, o sopro de Deus, lhe dando vida.

(mais…)

Louvor e a concretude da vida

Posted by Davi Lago in VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados em Louvor e a concretude da vida)

louvor-concretude

Por Davi Lago

“Aleluia! Louvem a Deus no seu santuário, louvem-no no seu poderoso firmamento. Louvem-no pelos seus feitos poderosos, louvem-no segundo a imensidão de sua grandeza! Louvem-no ao som de trombeta, louvem-no com a lira e a harpa, louvem-no com tamborins e danças, louvem-no com instrumentos de cordas e com flautas, louvem-no com címbalos sonoros, louvem-no com címbalos ressonantes. Tudo o que tem vida louve o Senhor! Aleluia!”
– Salmo 150.1-6

Louvar a Deus é algo concreto. Louvor não é tagarelice. Louvar a Deus não é se alienar dos desafios da vida em êxtases místicos. Louvor não é cantarolar palavras vazias ao vento. Pelo contrário, louvar a Deus tem a ver com a concretude da vida.

(mais…)

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.