rotuloteologico

Por Marcelo Berti

Na minha opinião, rótulos teológicos são um problema. Não que eu os tenha em baixa estima, o que pense que são desnecessários. Nada disso. Apenas acho que rótulos teológicos são um problema na teologia brasileira. Talvez minha história ilustre a questão. Desde que comecei o Teologando já recebi rótulos dos mais diversos: Quando escrevi sobre a criação, fui chamado de religioso fundamentalistaquando escrevi sobre Pedro e a Pedra, fui chamado de liberal;quando escrevi sobre a eleição, fui chamado de calvinista; quando ensinei sobre Cristo, fui chamado de arminiano; quando citei Rudolf Bultmann fui chamado de herege; quando escrevi sobre o reino de Deus no ensino de Cristo fui chamado de neo-dispensacionalista; quando escrevi sobre o Espirito Santo, fui chamado de pentecostal; quando escrevi sobre a bíblia, fui chamado de fundamentalista. De duas uma: (1) ou eu sou bipolar ou (2) existe algum problema com os rótulos teológicos. Talvez, alguém diga que as duas opções não são mutuamente excludentes.

(mais…)

Por Leonardo Gonçalves

Esta semana li um texto onde o autor afirma que a doutrina reformada da expiação particular ou limitada é uma petulância teológica. Neste texto gostaria de defender a ideia de que o autor, embora arminiano, também crê em uma expiação limitada. Isso porque a doutrina da expiação, seja ela arminiana ou reformada, sempre compreende uma expiação limitada. Senão, vejamos:

(mais…)

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.