fé-biblica

Por Eliandro da Costa Cordeiro

Um ‘concerto’ ao compromisso de fidelidade a Deus (Dn.3:1-30).

Sadraque, Mesaque e Abdenego são a prova de que a fé bíblica não dança conforme a música. Revelam que se o desafio de apresentar-se como Verdadeiro é somente de Deus; por sua vez, o de manifestá-lo Vivo é do caráter da fidelidade de seus servos.

(mais…)

Jeroboão e o altar da idolatria

Posted by Silas Alves Figueira in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em Jeroboão e o altar da idolatria)

jeroboao idolatria

Por Silas Alves Figueira

Texto Base: 1 Reis 13.1-10

INTRODUÇÃO

A história de Jeroboão é um exemplo de como uma pessoa que tem as promessas de Deus para sua vida, mas devido à falta de fé e por medo, entra por caminhos errados e se afasta completamente de Deus. É a história de um homem que tinha tudo para dar certo, mas fracassou em todas as áreas de sua vida. Assim como Davi entrou para a história como um modelo de integridade para com Deus, Jeroboão era o modelo do monarca ímpio. Essa lembrança constante de seu pecado indica a maneira como o Senhor tratou a idolatria durante a história de Israel (1Rs 16.26; 2Rs 14.24).

(mais…)

O culto que desonra ao Senhor

Posted by Silas Alves Figueira in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em O culto que desonra ao Senhor)

desonra senhor

Por Silas Alves Figueira

Texto base: Malaquias 1.6-14

INTRODUÇÃO

O profeta Malaquias surge no cenário da história cerca de cem anos depois que o povo judeu havia voltado do cativeiro babilônico. Provavelmente já havia passado a época de Ageu, Zacarias, Esdras e Neemias, e o próprio povo já começava a se instalar na terra; porém, não com a mesma prosperidade que antes [1].

(mais…)

Os Livros Poéticos e a grandeza teológica de Jó

Posted by Alex Belmonte in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em Os Livros Poéticos e a grandeza teológica de Jó)

poeticos-jo

Por Alex Belmonte

No Antigo Testamento os Livros Poéticos compostos por Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cantares de Salomão, não tratam da nação de Israel, mas tratam de assuntos individuais, falam das experiências da vida, da relação do coração de Deus e da intimidade que o salvo tem com Ele. É óbvio que o povo hebreu escreveu muita poesia sobre muitos assuntos variados.  Porém, nem toda a poesia que eles escreveram chegou para fazer parte da Bíblia. Exemplos: 1º Reis 4.29-33, Números 21.14, Josué 10.13. (mais…)

O Livro de Jó – Parte 4

Posted by Matheus Negri in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em O Livro de Jó – Parte 4)

jo4

Por Matheus Negri

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Muitos estudiosos consideram que o tema do livro de Jó é a questão do por que o justo sofre. Realmente o problema do sofrimento aparece nas discussões entre Jó e seus amigos, e fez parte da vida dos judeus exilados e do pós-exílio. Porém neste momento de retorno do exílio outra coisa provavelmente ocupava os círculos dos sábios, pois sua forma de enxergar o mundo, maneira de viver e fé haviam sucumbido com a deportação.

(mais…)

O Livro de Jó – Parte 3

Posted by Matheus Negri in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em O Livro de Jó – Parte 3)

jo-3

Por Matheus Negri

3. UNIDADE POÉTICA

A unidade poética de Jó está dividida em duas partes: a primeira, chamada ciclo de discursos, compreende inicialmente o solilóquio de abertura de Jó (3.1-26), depois sua disputa com seus três amigos num debate em três ciclos de discursos (4-27) e por fim a conclusão de Jó (29-31). A segunda parte, chamada de continuação após interpolação, compreende a continuação dos discursos, e inclui os quatro discursos de Elihú sem resposta de Jó (32.6-37), os dois discursos de Deus com respostas de Jó (38-42.1-6).

(mais…)

O Livro de Jó – Parte 2

Posted by Matheus Negri in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em O Livro de Jó – Parte 2)

jó2

Por Matheus Negri

  1. UNIDADE PROSAICA

Nesta segunda parte da pesquisa será analisada, em maior detalhe, a unidade prosaica do livro. Para isso serão verificados os textos prosaicos referentes a Jó: o chamado prólogo, que se estende de 1.1 a 2.13, e o epílogo, em 42.7-17. Nessas unidades estão o início da história e o seu desfecho. Mostra-se o contexto e o diálogo celeste que o personagem Jó jamais saberá que aconteceu. E serão ressaltados pontos para um melhor estudo e compreensão do texto, visando um preparo para o próximo capitulo.

(mais…)

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.