Cuidado com os lobos violadores

Posted by The Gospel Coalition in HERESIAS | IGREJA

LOBOS-VIOLADORES

Por Joe Carter

Traduzido por Anderson Rocha – Artigo original aqui.

Ao longo das Escrituras, o povo de Deus é citado como ovelha e Jesus como o Grande Pastor. O inimigo natural das ovelhas é o lobo que “as arrebata e as dispersa” (Jo 10:12). Nosso Pastor inclusive nos alerta para que tenhamos cuidado com os falsos profetas, que “vêm a vocês em peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores” (Mt 7:15).

Fazendo esse aviso ecoar, Paulo advertiu os anciãos da igreja:

Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo os colocou como bispos, para pastorearem a igreja de Deus, que ele comprou com o seu próprio sangue. Sei que, depois da minha partida, lobos ferozes penetrarão no meio de vocês e não pouparão o rebanho. E dentre vocês mesmos se levantarão homens que torcerão a verdade, a fim de atrair os discípulos. Por isso, vigiem… (Atos 20:28)

Os lobos geralmente têm aparência de ovelha, então, para se detectar um lobo, podemos observar quais valores e qualidades são estimados por uma determinada comunidade religiosa. Nos dias de Jesus, a religiosidade externa era apreciada, então os lobos tomaram a forma de legalistas. E nos primórdios da era pós-apostólica, o conhecimento secreto era valorizado, daí os lobos tomaram a forma de gnósticos instruídos.

Os valores da comunidade evangélica na América hoje são diversos, por isso não nos é surpreendente que encontremos hoje uma ampla diversidade de espécies de lobos. Em nossa época, a saúde e a riqueza são preciosidades, então alguns lobos assumem a forma de pregadores vendendo um evangelho de prosperidade. Nós também procuramos mudar o mundo para melhor, então alguns lobos assumem as formas de “justiceiros sociais” ou “defensores dos valores familiares”.

Mas há uma raça particularmente desagradável que muitas vezes passa despercebida, um tipo que podemos chamar de “Lobos Violadores”.

Estes são falsos mestres que usam de sua própria autenticidade, dor e quebrantamento para atrair crentes que estejam abatidos e sofrendo – então usam seu “quebrantamento” para induzir a ovelha a se afastar da Palavra de Deus e abraçar o pecado. Eles se misturam ao rebanho porque os cristãos não são – e não devem – desconfiar de pessoas quebrantadas. Eles aparecem “em peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores” (Mt 7:15).

Aqui temos três razões pelas quais os Lobos Violadores são um grave perigo para a sua família e para a sua congregação local.

1. Os Lobos Violadores são autênticos

A maioria dos lobos violadores que você vai encontrar são pessoas verdadeiramente abatidas. Eles sofreram mágoas e dores reais – às vezes, até mesmo pelas mãos da igreja. Eles são o tipo de pessoa que devemos naturalmente nos apressar em confortar e proteger, pois precisam de amor e refúgio.

Mas o que separa os lobos violadores das ovelhas abatidas é a crença primária de que seu quebrantamento vem deles mesmos – como os gnósticos das eras antigas – com conhecimento secreto, com novos discernimentos sobre a condição humana. Porque eles podem ver com mais clareza do que aqueles que são “completos” (isto é, em média os hipócritas frequentadores de igreja), eles “re-interpretam” as Escrituras, descartando as antigas compreensões das gerações passadas de cristãos, por interpretações que só acontecem se estiverem alinhadas com as preferências mais recentes da cultura secular.

2. Os Lobos Violadores estão além da crítica

Seus pais provavelmente te ensinaram desde a infância a não afligir aquele que já está aflito (Pv 22:22). Nós, no entanto, hesitamos em criticar os feridos, mesmo se os reconhecermos como falsos mestres. Nenhum cristão gosta de ser considerado um valentão. E a dura realidade é que, se você chamar um Lobo Violador, você será chamado de valentão. Isso é inevitável, especialmente se você é um homem que adverte o rebanho contra um Lobo Violador que seja uma mulher.

Muitos de nós homens, incluindo anciãos chamados a proteger seu rebanho, permanecem em silêncio, esperando que uma de nossas irmãs em Cristo fale, antes que as populares e proeminentes Lobas Violadoras em nosso meio devorem outro de nossos irmãos. Mas, se não, provavelmente não falaremos. O quebrantamento dos lobos violadores geralmente age como um escudo que os protege de qualquer crítica legítima, porque tememos ser vistos como severos ou despreocupados em relação às mulheres. O resultado é que, ao não falar, deixamos as mulheres (e os homens) em nossas igrejas vulneráveis a serem destruídos.

[Veja a atualização abaixo.]

3. Os Lobos Violadores são atraentes

Porque compartilhamos as preocupações do nosso Grande Pastor, os cristãos são atraídos por pessoas que estão magoadas, feridas e vulneráveis. Como o salmista diz: Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito” (Salmo 34:18). Infelizmente, os Lobos Violadores geralmente chegam primeiro. Eles chegam rapidamente com o evangelho da afirmação: “Você está bem do jeito que você está; É o resto do mundo que está bagunçado e isto lhe causa sofrimento”.

O evangelho diz aos de coração ferido que se arrependam (Marcos 1:15). O Lobo Violador diz: “Não se preocupe, Deus não é tão antiquado que ainda ache que esse comportamento é pecado”. O evangelho diz para crermos em Jesus a fim de sermos justificados (Rm 10:10). O Lobo Violador diz: “Você é justificado se acreditar em si mesmo”. O evangelho diz que devemos confessar com nossa boca que Jesus é o Senhor (Rm 10:10). O Lobo Violador diz: “Jesus não quer comandar você como Rei, ele só quer ser seu amigo não-julgador”. O evangelho diz para sermos transformados pela renovação da nossa mente (Romanos 12: 2). O Lobo Violador diz: “Você não pode mudar. Abrace quem você é”.

Eles oferecem palavras esperançosas, mas sem esperança. Como Jeremias disse: E curam a ferida da filha de meu povo levianamente, dizendo: Paz, paz; quando não há paz” (Jeremias 8:11). O Lobo Violador oferece um evangelho falho, que não tem o poder de salvar.

Como todos os lobos na igreja, o Lobo Violador conduz a ovelha ao vale do inferno, longe do Bom Pastor. O que faremos então? Será que vamos sofrer desprezo ao “atacar os vulneráveis” para a proteção das nossas ovelhas? Ou ficaremos em silêncio porque somos muito covardes para gritar, “Lobo!”?

Atualização: no artigo original, mencionei um artigo no site da Associação de Conselheiros Bíblicos, intitulado “Três maneiras de detectar um lobo em trajes de ovelha”. Vários defensores dos direitos LGBT alegaram que tirei as citações fora de contexto e entraram em contato com a autora, Leslie Vernick. Eu disse à Sra. Vernick que eu retiraria as citações conforme seu pedido. Na seção de comentários, ela deixou a seguinte declaração: “Obrigado por retirar minhas palavras do seu blog e, se você ainda não o fez, eu estou pedindo que você o faça. Eu não quero que os leitores presumam que eu apoio o que você escreveu, especialmente porque você é tão vago no que quis dizer”. Essas citações já foram removidas.

Joe Carter, 21 de abril de 2017

Traduzido por Anderson Rocha, em 01/09/2017.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 You can leave a response, or trackback.


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.