Author Archives: Silas Alves Figueira

O culto que desonra ao Senhor

Posted by Silas Alves Figueira in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (0 Comments)

desonra senhor

Por Silas Alves Figueira

Texto base: Malaquias 1.6-14

INTRODUÇÃO

O profeta Malaquias surge no cenário da história cerca de cem anos depois que o povo judeu havia voltado do cativeiro babilônico. Provavelmente já havia passado a época de Ageu, Zacarias, Esdras e Neemias, e o próprio povo já começava a se instalar na terra; porém, não com a mesma prosperidade que antes [1].

(mais…)

Entendendo o propósito do meu chamado

Posted by Silas Alves Figueira in VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados em Entendendo o propósito do meu chamado)

chamado sal e luz

Por Silas Alves Figueira

Texto Base: Mateus 5.13-16

INTRODUÇÃO

A história que vou contar eu ouvi há muito tempo pelo Pastor Renato Cordeiro da Primeira Igreja Batista em Teresópolis.

(mais…)

O púlpito em ruínas – parte 2

Posted by Silas Alves Figueira in HERESIAS | IGREJA - (Comentários desativados em O púlpito em ruínas – parte 2)

pulpitoruinas2

Por Silas Alves Figueira

O maior perigo que a igreja corre hoje não é a perseguição, e sim a perversão. Se Satanás não pode derrotar a igreja, tenta ingressar-se nela. A proposta de Satanás não é substituição, mas mistura. Não é apostasia aberta, mas ecumenismo. A ameaça mortal vem de dentro, das chamadas heresias domésticas.

(mais…)

O púlpito em ruínas – parte 1

Posted by Silas Alves Figueira in HERESIAS | IGREJA - (Comentários desativados em O púlpito em ruínas – parte 1)

pulpitoruinas1

Por Silas Alves Figueira

Ouvi a história que um pastor que estava carregando um púlpito de madeira nas costas pela rua. Alguém que conhecia o pastor lhe perguntou para onde ele estava levando aquele púlpito; ele então respondeu que estava levando o púlpito para a marcenaria, pois o mesmo estava em ruínas devido aos cupins em sua base.

(mais…)

A autêntica mensagem cristã

Posted by Silas Alves Figueira in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em A autêntica mensagem cristã)

mensagemcrista

Por Silas Alves Figueira

INTRODUÇÃO

Texto base: Atos 3.11-26

A cura do coxo mendigo fez com que a multidão ajuntasse ao redor deles. Essa cura foi realizada em uma das portas do templo chamada Porta Formosa, e nos diz o texto que quando o coxo se viu curado entrou saltando e louvando a Deus para dentro do templo (v. 8). A multidão ficou atônita, pois conheciam o mendigo que esmolava ali há muitos anos. Este homem tinha mais de quarenta anos (At 4.22); acredito que ele esmolava ali desde criança, por isso era bem conhecido de todos.

(mais…)

Quando a nossa justiça se torna idolatria: o fariseu e o publicano

Posted by Silas Alves Figueira in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em Quando a nossa justiça se torna idolatria: o fariseu e o publicano)

fariseu-publicano

Por Silas Alves Figueira

Texto base: Lucas 18.9-14

INTRODUÇÃO

Jesus nesta parábola tem a finalidade de nos chamar a atenção para o perigo que corremos de achar que somos melhores do que os outros porque somos religiosos. A religiosidade se torna perigosa quando começamos a nos afastar da humildade que ela deveria nos proporcionar, pois estamos na presença de Deus, e começamos a nos ufanar das nossas “boas” ações. Quando começamos a nos comparar com os demais homens que agem de forma diferente da nossa e achamos que somos melhores que eles.

(mais…)

Os dois cegos e a oração respondida

Posted by Silas Alves Figueira in REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em Os dois cegos e a oração respondida)

oracao-respondida

Por Silas Alves Figueira

Ler Mateus 9.27-31

O texto nos diz que depois que Jesus saiu da casa de Jairo dois cegos passou a segui-Lo clamando para que Ele os curasse, e foram até a casa em que Jesus entrou, mostrando com isso um grande desejo de alcançar a cura.

Na Judéia antiga, dos tempos de Jesus, o destino das pessoas que tinham qualquer deficiência era esmolar para conseguir sobreviver. Os cegos, os amputados, os paralíticos pelas mais variadas causas, acabavam expostos pelos caminhos, ruas, logradouros e praças públicas. Em particular, a cegueira era um problema sério no Oriente naquele tempo. De acordo com os relatos dos Evangelhos, Jesus curou pelo menos seis cegos e realizou cada milagre de maneira diferente.

(mais…)

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.