deus-idolos

Por Silas Alves Figueira

Texto base Ezequiel 14.1-11

INTRODUÇÃO

O profeta Ezequiel nasceu em uma família sacerdotal (Ez 1.3), seu nome significa “Deus Fortalece”. O profeta Ezequiel foi levado junto com outros judeus para o cativeiro babilônico em 597 a.C., ou seja, na segunda deportação de Judá enquanto que Daniel foi na primeira deportação. O cativeiro ocorreu por causa da idolatria do povo juntamente com os líderes judeus. Ali na Babilônia ele se instalou em sua casa, numa vila próxima de Nepur, junto ao rio Quebar.

[+] Leia mais

salvacao-alma

Por Flávio Santos

1 Pedro 1.8,9

O alvo da fé, segundo o Pedro, é a salvação das almas. Salvação têm duas aplicações nas Escrituras. Salvação no sentido de livramento dos ataques dos inimigos, de situações perigosas e de doenças. De modo geral, dos sofrimentos da existência. Outro sentido de salvação é no que diz respeito à vida eterna. Aquele que tem fé é salvo do pecado, da condenação e da morte, herdando assim, a presença eterna de Deus.

[+] Leia mais

ouvindo deus no silencio

Por Robson Fernandes

“Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam” Mateus 6:28b

O mundo está repleto de problemas, tentações e táticas de distração que roubam a nossa capacidade de ouvir a Deus. Aliado à isso, que são questões externas, existem as questões internas que nos perturbam, como a ansiedade e nossos pecados.

[+] Leia mais

calvinismo-pentecostal

Por Clóvis Gonçalves

Introdução

O movimento pentecostal geralmente foi visto como não calvinista e superficialmente descrito como arminiano. Por ser associado a igrejas tradicionais, em geral cessacionistas, o calvinismo sofre no meio pentecostal de uma imagem negativa, agravada por representações malfeitas dos pontos distintivos da soteriologia dos reformadores. Por outro lado, o arminianismo é associado ao movimento de santidade wesleyano, que exerceu influência no pentecostalismo, portanto não sofre com esse estigma. Embora o arminianismo jamais tenha sido abraçado de forma refletida e o calvinismo tenha sempre sido rejeitado de forma preconceituosa, as igrejas pentecostais são tidas como arminianas.

[+] Leia mais

ESTILO VIDA ETERNA

Por Denis Monteiro

Quando tratamos de estilos vemos uma diversidade deles em nossa sociedade. Esses estilos, no entanto, não são vagos, eles querem transmitir alguma mensagem ou ideal. Não obstante, isso não foge à regra do cristianismo. Não estou dizendo que o crente deve vestir isso ou aquilo, mas que o seu estilo de vida, o qual vai além de vestimentas, deve transmitir quem você é realmente, mostrando que a ética do cristianismo não se reduz a coisas passageiras que mudam com o tempo.

[+] Leia mais

Agostinho e o problema do mal – da resposta ao mal e a vontade humana

Postado por Matheus Negri em REFLEXÕES TEOLÓGICAS - (Comentários desativados em Agostinho e o problema do mal – da resposta ao mal e a vontade humana)

agostinho-4

Por Matheus Negri

O problema do mal é uma questão metafísica, foi respondido assim pelos maniqueístas e por Plotino. É certo que para os discípulos de Mani a questão envolvia um dualismo entre o bem e o mal, e que em Plotino o mal é o não ser, a matéria. Porém, para Agostinho seu problema metafísico envolvia Deus, pois Deus é o sumo Bem e criador de todas as coisas, não há nenhum bem supremo a não ser Deus. Ele não pode mudar, visto que não há nada que possa adquirir para melhorar sua condição de perfeição, logo, o mal não pode ser parte da criação divina. Pois afirma Agostinho (2005, p. 3):  [+] Leia mais

A Bíblia nos Ensina a Viver: “A importância do ouvir”

Postado por Johnny Bernardo em VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados em A Bíblia nos Ensina a Viver: “A importância do ouvir”)

importancia ouvirPor Johnny Bernardo

No quarto artigo da série A Bíblia nos Ensina a Viver iremos tratar de um tema espinhoso para muitas pessoas, que possui inúmeras características e aplicações práticas dentro da realidade social, do relacionamento entre pessoas que compartilham situações conflitantes, experiências e conselhos – aliás, conselhos existem aos montes, porém nem sempre construtivos ou que levem o ouvinte a uma mudança positiva de vida. De fato, o viver em sociedade não é uma tarefa das mais fáceis, principalmente pensando que há uma série de opções de “escape da realidade”, de “desvirtuamento dos padrões bíblicos e familiares de vida”. Neste contexto de opiniões e pensamentos divergentes é preciso desenvolver a capacidade do “ouvir com sabedoria e discernimento”. Em suma, significa dizer que devemos entender o que ouvimos e compreender o seu significado. [+] Leia mais

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.