IGREJA ORA

Por Silas Alves Figueira

Texto base: Atos 12.1-24

INTRODUÇÃO

Depois do martírio de Estêvão quando ele é apedrejado até a morte (At 7.59,60), começa a perseguição à Igreja de Cristo (At 8.1-3). O diabo desde o princípio tentou exterminar a Igreja, pois ela era e é a continuidade do ministério do Senhor Jesus (At 1.1). Não pense você que os dias de refrigério para a Igreja chegaram, muito pelo contrário, continuamos em guerra, principalmente em guerra pela Verdade.

[+] Leia mais

protestantes e catolicos

Por Kevin DeYoung

Traduzido por Anderson Rocha – Artigo original aqui.

Pergunte a um protestante sério qual é a maior ameaça para o cristianismo ortodoxo hoje, e ele pode mencionar as hostilidades culturais, a revolução sexual ou o nominalismo em nossas igrejas. Mas se você tivesse feito essa mesma pergunta para um Protestante há uns cem anos, ele quase certamente mencionaria a Igreja Católica Romana. Até recentemente, protestantes e católicos neste país eram, se não inimigos, seriam como jogadores em equipes opostas.

[+] Leia mais

CONHECIMENTO DE DEUS

Por Eliandro da Costa Cordeiro

O objetivo deste ensaio é apontar para a existência de um determinado ponto de conexão nos fundamentos epistemológicos dos pensadores Agostinho, Calvino e H. Dooyeweerd. Procura-se apontar a crença como o princípio epistemológico comum a todo o conhecimento da Verdade (hoje, considerado apenas como científico ou, simplesmente, conhecimento). Para tal, o trabalho se limitará às seguintes obras: Solilóquio e a Vida feliz de Agostinho; as Institutas de João Calvino, I, e a obra de H. Dooyeweerd, No crepúsculo do pensamento ocidental.    [+] Leia mais

definindo limites

Por Anderson Rocha

Primeiramente, precisamos entender a definição de LIMITE: Limite é Prazo. É a definição de espaço no tempo determinado, ou o mais alto grau ou final de alguma coisa. Também pode ser a circunstância ou época que assinala o princípio ou a finalização de um tempo. A marca a partir da qual não se pode continuar.

[+] Leia mais

ontologico

Por Djesniel Krause

O argumento ontológico foi proposto primeiramente no século XI por Anselmo de Cantuária, que de acordo com Lawson “foi o pensador mais original que a igreja já viu desde Agostinho”[1] e a partir de então “continuou assumindo uma grande variedade de formas, sendo defendido por Duns Scotus, Descartes, Espinosa, Leibniz e outros”[2].

[+] Leia mais

pecadosgraves

Por Kevin DeYoung

Traduzido por Anderson Rocha – Artigo original aqui.

Todo pecado é grave, mesmo aqueles que parecem respeitáveis.

Mas não significa que alguns pecados não merecem mais atenção do que outros.

Na verdade, quando a Bíblia recita uma série de pecados, ela costuma mencionar muitos dos mesmos. E enquanto nós não queremos fazer ética por meio de uma relação, é interessante observar quais são os pecados mencionados, quantas vezes, e em qual lugar.

[+] Leia mais

salvação

Por Clóvis Gonçalves

Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.” (Rm 8.29–30)

Introdução

Salvação e cinco pontos remetem ao acróstico TULIP, conhecidos como os cinco pontos do calvinismo: total depravação, eleição incondicional, expiação limitada, graça irresistível e perseverança dos santos. Mas neste artigo gostaria de enfatizar outros cinco pontos, relacionados com a ordem de salvação, os quais são geralmente referidos como elos da cadeia inquebrável da salvação divina, que começando na eternidade passada, mergulha na história e continua na eternidade futura.

[+] Leia mais

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.