screen-shot-2014-04-04-at-8-47-30-am

Por Marcelo Berti

Depois da queda do homem, do assassinato de Abel, Caim e Sete passam a protagonizar a descrição da história da humanidade. A história da família desses dois homens aparece contrastada em Gênesis de modo que é possível perceber o que está acontecendo: Com a queda, o homem separado de Deus não consegue conviver um com o outro e o pecado passa a ser manifesto em todas as formas possíveis. Separados pelo pecado, a descendência caminha dividia e essa divisão nos ajuda a entender um pouco melhor quem foi Noé.

[+] Leia mais

usura

Por Antônio Pereira Jr.

Texto Básico: Levítico 25.35-38

INTRODUÇÃO

O que é usura? O Dicionário Aurélio define usura da seguinte forma: “Delito cometido por quem empresta dinheiro, cobrando taxa excessiva de juros; agiotagem. Juro excessivo, muito além da taxa usual ou legal” [1]. Alguns autores, entre eles, Houaiss derivam a palavra “juros” de “jus”, “juris” (“direito, justiça”). Os juros seriam, portanto, o que é direito receber pelo aluguel de uma determinada quantia. No decorrer da história vários conceitos e ensinamentos foram se desenvolvendo sobre o tema. Alguns a favor outros contra, nas mais variadas culturas. Usando os termos usura e juros como sinônimos. Somente no século 18, quando as leis da Economia começam a ser estudadas cientificamente, é que se propõe a distinção entre os vocábulos: “juros” e “usura”, usando-se juro para designar a taxa de remuneração pelo uso do dinheiro, e usura para o empréstimo de dinheiro a taxas superiores às legais.

[+] Leia mais

rotuloteologico

Por Marcelo Berti

Na minha opinião, rótulos teológicos são um problema. Não que eu os tenha em baixa estima, o que pense que são desnecessários. Nada disso. Apenas acho que rótulos teológicos são um problema na teologia brasileira. Talvez minha história ilustre a questão. Desde que comecei o Teologando já recebi rótulos dos mais diversos: Quando escrevi sobre a criação, fui chamado de religioso fundamentalistaquando escrevi sobre Pedro e a Pedra, fui chamado de liberal;quando escrevi sobre a eleição, fui chamado de calvinista; quando ensinei sobre Cristo, fui chamado de arminiano; quando citei Rudolf Bultmann fui chamado de herege; quando escrevi sobre o reino de Deus no ensino de Cristo fui chamado de neo-dispensacionalista; quando escrevi sobre o Espirito Santo, fui chamado de pentecostal; quando escrevi sobre a bíblia, fui chamado de fundamentalista. De duas uma: (1) ou eu sou bipolar ou (2) existe algum problema com os rótulos teológicos. Talvez, alguém diga que as duas opções não são mutuamente excludentes.

[+] Leia mais

gracadedeus

Por Flávio Santos

A graça comumente é conhecida como o favor imerecido de Deus ao homem pecador.

A teologia divide a graça em comum e especial. A graça comum é aquela que é comunicada a todos os homens, dando-lhes bênçãos sem medida. É por meio dela que Deus controla o mundo para que este não sucumba. A graça especial é soteriológica, pois é por ela que o homem é salvo. É a comunicação da salvação de Deus ao pecador.

[+] Leia mais

normangeisler

Tradução: Nathan Cazé

A seguinte transcrição é da entrevista com o Norman Geisler do Apologetics 315.

O texto original em inglês pode ser visto aqui.

[+] Leia mais

Não se turbe vosso coração

Postado por João Rodrigo Weronka em VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados)

naosetuberbe

Por João Rodrigo Weronka

Você já percebeu como a maioria de das pessoas age de forma rápida diante de uma adversidade na busca por um escape, uma saída, uma contingência que alivie a tensão criada por tal adversidade? Seja no trânsito, quando ao deparar-se com um congestionamento, busca-se um ‘atalho’, um desvio; seja diante dos problemas do dia-a-dia, quando muitos buscam alívio em meios não tão lícitos para contornar a estafa e rotina; seja na vida espiritual – e de modo específico aos cristãos – quando aparecem por aí as fórmulas mágicas para fugir dos infortúnios da vida.

[+] Leia mais

Quando a igreja não serve para nada

Postado por Davi Lago em VIDA CRISTÃ - (Comentários desativados)

servenada

Por Davi Lago

O relato de Mateus 17.14-21 nos ensina lições valiosas sobre os discípulos de Jesus.

A narrativa informa que havia um jovem possesso pelo mal. Um jovem que tinha ataques e sofria muito. Somos informados que ele caia “no fogo ou na água” (Mt 17.15b). O rapaz era um exemplo supremo de destruição com fortes tendências suicidas. Infelizmente, há muitos jovens assim em nosso tempo. Jovens vivendo literalmente com um comportamento autodestrutivo.

[+] Leia mais

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.

show
 
close
Heresias históricas - [via @napec_org] via @napec_org